História do Bigeo

ENSINO EXPERIMENTAL DAS CIÊNCIAS: 

BREVE RESENHA HISTÓRICA DOS ÚLTIMOS ANOS

A partir de 1999 começamos a participar com regularidade nas diferentes iniciativas que iam surgindo no âmbito das ciências experimentais, como o projecto “Ensino Experimental das Ciências” promovido pelo DES, as Olimpíadas do Ambiente, Encontro Juvenil de Ciência, Encontro Nacional de Jovens Investigadores (ambos organizados pela Associação Juvenil de Ciência), Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores (organizador nacional: Fundação da Juventude), Prémio Ilídio Pinho Ciência na Escola. Incentivaram-se os alunos para o desenvolvimento de trabalhos de projecto mais autónomos, com carácter experimental e de investigação. Os temas destes trabalhos respondem aos interesses pessoais dos alunos ou a problemas do seu quotidiano que eles pretendem resolver através da ciência.


Começaram a surgir prémios a nível nacional que nos levaram aos concursos a nível internacional, dos quais trouxemos várias medalhas de prata e bronze. Para além dos prémios, estes trabalhos de investigação conquistaram outros valiosos trunfos: o contacto com diferentes investigadores, a publicação em diferentes media e a possibilidade, para os alunos, de “comunicar ciência” depois de “fazer ciência”.


Em 2001 começou o projecto “Museu de História Natural na Escola”, com colecções recolhidas no campo (pegadas, ninhos, esqueletos,...). Ainda hoje continua a crescer, cada ano um pouco mais.
As nossas atividades começaram a ter muito impacto, nomeadamente na comunicação social local (desde o suplemento do jornal da Escola ao Jornal de Odemira ou rádio local) ou mesmo nacional, da qual o expoente foi a publicação de um artigo sobre o nosso trabalho com o ratinho de cabrera na National Geographic de Dezembro de 2002. Estes artigos de divulgação são um incentivo para os mais novos: os alunos do 10º ano vêm inscrever-se no Clube de Ciências já informados, de alguma forma, das suas actividades e vocação.


Muitas vezes, ao longo dos últimos anos, os nossos alunos são convidados para apresentar os seus trabalhos de investigação noutras escolas, como forma de incentivo para os colegas de outros concelhos.